Skip to content
Tags

,

UE dá primeiro passo para restabelecer controle de fronteiras

Maio 12, 2011

[originalmente publicado no G1]

Da France Presse

A União Europeia (UE) deu nesta quinta-feira (12) um primeiro passo para restabelecer os controles pontuais em suas fronteiras internas com o objetivo de enfrentar a imigração ilegal, mas se comprometeu a ir com cautela para evitar colocar em perigo a livre circulação do espaço Schengen.

Os países europeus concordaram em examinar a proposta da Comissão Europeia para reintroduzir os controles como “último recurso” e em “condições claramente definidas e excepcionais”, indicou a comissária de Imigração, Cecilia Malmstrom, durante uma reunião em Bruxelas de ministros do Interior da UE.

O aumento da chegada de imigrantes norte-africanos à Europa devido à “primavera árabe” fez os 27 solicitarem uma revisão do tratado de Schengen de livre circulação, que representa o direito mais tangível dos europeus.

Das 750 mil pessoas que fugiram nas últimas duas semanas do conflito líbio, apenas “umas poucas chegaram à Europa, mas são suficientes para fazer refletir sobre como devemos enfrentar” a situação, argumentou Malmstrom.

Esta é a razão da opção dos países da União Europeia (UE) de decidir estudar a possibilidade de reinstaurar controles fronteiriços, uma questão que os chefes de Estado e de governo voltarão a debater em uma cúpula no dia 24 de junho em Bruxelas, segundo a comissária europeia.

Uma cláusula do tratado de Schengen permite aos Estados membros fechar suas fronteiras por circunstâncias excepcionais, como uma partida de futebol de risco ou uma ameaça à segurança.

Agora, a UE se dispõe a examinar se esta exceção pode ser aplicada para controlar a imigração ilegal, após os pedidos de Itália e França, que enfrentam a chegada de imigrantes norte-africanos.

Os 27 tentaram ao mesmo tempo enviar uma mensagem tranquilizadora, advertindo contra qualquer questionamento do espaço Schengen, que inclui 25 países europeus e está há 16 anos em vigor.

“Houve unanimidade para dizer que a livre circulação de pessoas é uma das principais conquistas (europeias) e deve ser preservada”, afirmou o ministro húngaro do Interior, Sandor Pinter, cujo país exerce a presidência da UE até o fim de junho.

FONTE.

 
Anúncios

From → internacional

Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: